2018-05-10

«Os Távoras», entre a virtude e o pecado

Maria João Fialho Gouveia narra a magnífica e fatídica história de uma das mais ilustres famílias portuguesas

Partilhar:
Da paixão à inveja; do luxo ao pecado; da glória à tragédia, assim se conta a magnífica e fatídica história de uma das mais ilustres famílias da nobreza portuguesa, «Os Távoras». Na voz de Dona Mariana Bernarda e Dona Teresa Tomásia, duas senhoras que em comum apenas tinham a linhagem e os costumes, Maria João Fialho Gouveia narra o percurso de uma família fascinante, dos seus tempos áureos à sua queda atemorizadora. 

Entre jogos de poder e sedução e uma cidade assolada pela catástrofe, um misterioso atentado a D. José I dita o fim da prosperidade e grandeza da família Távora, lançando o futuro Marquês de Pombal, o Secretário de Estado Sebastião José de Carvalho e Melo que muito invejava o poder da casa Távora, numa cruel caça ao homem que não poupou nem mulheres nem crianças e que culminou com a ruína e quase extinção dos Távoras. 

A vida faustosa desta nobre casa entrelaça-se com uma das épocas mais determinantes da história de Portugal, a de uma Lisboa boémia e opulenta que se vê devastada por um terrível terramoto. Num romance arrebatador, Maria João Fialho Gouveia descreve episódios preponderantes de uma época e de uma família simultaneamente majestosas e sombrias, marcadas pelo ócio, vaidade, escândalo, imponência e autoridade. «Os Távoras» chega às livrarias a 18 de maio.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK