2020-01-07

«Transcrição», um livro de espionagem, traição e lealdade na Segunda Guerra Mundial

Vencedora do Costa Award e finalista do Booker Prize, finalmente chega a Portugal um dos livros mais aclamados de Kate Atkinson

Partilhar:
«O que faz de Atkinson uma escritora excecional é que ela escreve com uma delicadeza e compreensão emocionais que transcendem a experiência ou ludicidade», escreve The Guardian sobre Kate Atkinson, uma das autoras britânicas mais cativantes do nosso tempo.

Disponível a partir de 17 de janeiro nas livrarias, «Transcrição» é um thriller intenso, negro, sarcástico, sombrio e compulsivo sobre espionagem e traição durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1940, Juliet é recrutada pelo MI5 com a tarefa de monitorizar os movimentos dos simpatizantes nazis na Grã-Bretanha. Terminada a guerra e com uma nova profissão, Juliet acredita que o seu tempo de espionagem ficou enterrado no passado, mas descobre que não há nada que não tenha consequências.

A criação de uma nova identidade, a adaptação a uma nova realidade e a lealdade a um bem maior marcam este romance histórico único, que mergulha nos meandros da Segunda Guerra Mundial e levanta questões prementes sobre o papel dos civis neste período negro da história europeia e nos seus efeitos colaterais.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK