2021-04-28

«A Raposa», uma história encantadora para explicar aos mais novos o ciclo da vida

«O livro perfeito para falar com as crianças sobre a morte.» The Guardian

Partilhar:

Na floresta ainda coberta de neve no início da primavera, a raposa tem como missão encontrar alimento para as suas crias. E à medida que elas crescem, a raposa ensina-as a sobreviver na Natureza. Até que, um dia, a raposa morre… E agora? É possível que uma vida nasça daquela que terminou? A Raposa: Uma história sobre o ciclo da vida, de Isabel Thomas e ilustrado por Daniel Egnéus, é um extraordinário livro, uma união perfeita entre conto, ciência e ilustração, que responde a uma das mais comuns e difíceis perguntas das crianças: «O que acontece quando morremos?» Nas livrarias a 6 de maio.

 

«Conforme o outono sucede ao verão,

E as folhas caídas entram em decomposição…

… minúsculas criaturas cumprem o seu dever:

O corpo da raposa começa a desaparecer.

De volta à terra, às plantas, ao ar

É aí que as partículas

Que eram raposa vão parar.»

 

A Raposa é um livro sobre fins e inícios, sobre a vida e a morte, que segue uma família de raposas ao longo das quatro estações do ano. Combinando uma narrativa emocionante com factos científicos, versos apelativos e magníficas ilustrações, este livro procura ajudar pais e educadores a explicar ao mais novos o ciclo da vida e que a morte não é apenas um fim mas também um princípio, parte fundamental da vida no planeta. Apesar de ser um assunto delicado e difícil de abordar, Isabel Thomas fá-lo com uma espantosa sensibilidade, clareza e honestidade – mostrando que uma abordagem científica à morte pode ser tão bela e inspiradora quanto as histórias tradicionais. Para além de informativo, é também um livro comovente, com ilustrações de tirar o fôlego. Indicado para crianças com mais de 6 anos.

 

«A linguagem simples e direta de Isabel Thomas, com um toque de poesia, combina perfeitamente com a beleza encantatória das ilustrações de Daniel Egnéus; este é o livro perfeito para falar com as crianças sobre a morte.» The Guardian

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK