A História de Uma Serva

A História de Uma Serva

avaliação dos leitores (16 comentários)
(16 comentários)
Na tradição de Huxley e Orwell, uma distopia que nos alerta para um futuro assustadoramente possível.
ISBN: 9789722525770
Edição/reimpressão: 08-2013
Editor: Bertrand Editora
Código: 000173000766
ver detalhes do produto
18,80€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
18,80€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I EM STOCK
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Uma visão marcante da nossa sociedade radicalmente transformada por uma revolução teocrática. A História de Uma Serva tornou-se um dos livros mais influentes e mais lidos do nosso tempo.
Extremistas religiosos de direita derrubaram o governo norte-americano e queimaram a Constituição. A América é agora Gileade, um estado policial e fundamentalista onde as mulheres férteis, conhecidas como Servas, são obrigadas a conceber filhos para a elite estéril.
Defred é uma Serva na República de Gileade e acaba de ser transferida para a casa do enigmático Comandante e da sua ciumenta mulher. Pode ir uma vez por dia aos mercados, cujas tabuletas agora são imagens, porque as mulheres estão proibidas de ler. Tem de rezar para que o Comandante a engravide, já que, numa época de grande decréscimo do número de nascimentos, o valor de Defred reside na sua fertilidade, e o fracasso significa o exílio nas Colónias, perigosamente poluídas. Defred lembra-se de um tempo em que vivia com o marido e a filha e tinha um emprego, antes de perder tudo, incluindo o nome. Essas memórias misturam-se agora com ideias perigosas de rebelião e amor.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«O romance mais intenso e poético de Atwood.»
Maclean's

«A História de Uma Escrava vem na honrosa tradição de Admirável Mundo Novo e outros alertas de distopia. É imaginativo, até audacioso, e expressa uma arrepiante sensação de medo e de perigo.»
The Globe and Mail

«Ferozmente político e negro, se bem que cheio de espírito e sabedoria, este romance é cada vez mais vital nos nossos dias.»
Observer

«Merece as mais elogiosas das críticas.»
San Francisco Chronicle

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Um clássico atual
João Moreira | Bertrand Espinho | 2023-11-29
Um clássicos das distopias, e uma vez mais, uma reflexão que podemos tirar para a nossa sociedade. Recomendo vivamente, tal como a sua continuação (Os Testamentos) e a série de TV!
Leitura obrigatória!!
Renata Ribeira | 2023-05-12
Li os dois volumes e vi a série! Primeiro apontar que a série está super fiel aos livros! É a minha série de eleição. Mas a leitura dos livros é essencial para preencher lacunas. Para além disso, Margaret escreve de uma maneira sensacional e a sua construção de personagens chega ao ponto de ser incomodativo, por serem demasiado reais. Não existem heróis ou vilões na história. Apenas personagens que se deparam com situações onde são forçados a fazer escolhas. Deixa-nos a pensar: ´´E se fosse eu no lugar dela?´´ Pura e simplesmente, leitura obrigatória. Um mundo distópico perfeitamente construído que nos faz questionar a nossa realidade atual.

DETALHES DO PRODUTO

A História de Uma Serva
ISBN: 9789722525770
Edição/reimpressão: 08-2013
Editor: Bertrand Editora
Código: 000173000766
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 235 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Margaret Atwood nasceu em Otava, em 1939. É uma das mais celebradas autoras canadianas, senão a melhor, e, além de A História de Uma Serva – agora uma série de televisão multipremiada –, publicou mais de quarenta livros de ficção, poesia e ensaio. Recebeu diversos prémios literários ao longo da sua carreira, incluindo o Arthur C. Clarke, o Booker Prize (em duas ocasiões, por O Assassino Cego, em 2000, e por Os Testamentos, em 2019), o Prémio Príncipe das Astúrias para a Literatura, o Pen Center USA Lifetime Achievement Award e o Prémio da Paz dos Editores e Livreiros Alemães. Foi ainda agraciada com o título de Chevalier da Ordem das Artes e das Letras de França e com a Cruz de Oficial da Ordem de Mérito da República Federal da Alemanha. Uma das mais ativas vozes do feminismo moderno, na ficção e na não ficção, está traduzida para trinta e cinco línguas. Vive em Toronto.
Margaret Atwood recebeu, em 2022, o título de Doutora Honoris Causa, atribuído pela Universidade do Porto pela «extraordinária qualidade da sua obra literária, a importância da sua reflexão intelectual e a pertinência do seu combate público por uma sociedade mais justa, digna e sustentável.»
Ver Mais