A Primeira República 1910-1926

A Primeira República 1910-1926

Formatos disponiveis
14,40€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
14,40€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

«A crise histórica dos sistemas liberais do Ocidente, aquela que vivemos, potenciada pela época neoliberal do capitalismo, parece tender para a emergência de um novo tipo de regimes "pós-democráticos", autoritários, populistas e xenófobos. (…) Os paralelismos com a primeira grande crise dos sistemas liberais nos anos vinte do seculo passado e com o seu desfecho trágico na época dos fascismos e da guerra são, pois, incontornáveis, apesar das importantes diferenças de contexto histórico. (…) Permitam-me, por isso, a sugestão de que este livro possa também ser lido sob essa perspetiva» (do Prefácio do autor).

Este livro apresenta uma reflexão revista e aprofundada dos fatores que estiveram por detrás do sucesso da Primeira República e dos que contribuíram para a sua derrota em 1926. A crise de legitimidade da governação republicana, a rutura com o movimento operário e o seu refluxo, os efeitos desastrosos da intervenção na Grande Guerra são algumas das principais linhas de análise do historiador Fernando Rosas, num ensaio tão relevante para conhecermos o passado como para evitar repeti-lo.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

A Primeira República 1910-1926
ISBN:9789722536769
Edição/reimpressão:09-2018
Editor:Bertrand Editora
Código:000173001696
Idioma:Português
Dimensões:132 x 203 x 18 mm
Encadernação:Capa dura
Páginas:176
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > História > História de Portugal
Historiador português, nasceu em 1946, em Lisboa, tendo-se doutorado em História Económica e Social Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É, desde 1996, professor agregado de História Portuguesa Contemporânea na mesma universidade.
Oriundo de uma família de tradições republicanas, ele próprio um cidadão publicamente empenhado na defesa de ideias de justiça e igualdade social, o seu interesse enquanto investigador voltou-se para a História do Estado Novo. É hoje unanimemente considerado um dos maiores especialistas portugueses neste período histórico, sendo consultor da Fundação Mário Soares e de várias estações de televisão e rádio. É ainda director da revista História e presidente do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena várias iniciativas científicas no âmbito da cooperação deste instituto com diversas instituições.
De salientar na sua vasta produção: "As Primeiras Eleições Legislativas sob o Estado Novo", "O Salazarismo e a Aliança Luso-Britânica", "Salazar e o Salazarismo" e "Armindo Monteiro e Oliveira Salazar - correspondência política, 1926-1955".
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK