Do Medo à Esperança

Do Medo à Esperança

Formatos disponiveis
16,60€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
16,60€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Um encontro inesperado: uma historiadora social, do trabalho, dos movimentos sociais, da revolução Portuguesa, e o pai da psicanálise em Portugal, o psiquiatra António Coimbra de Matos, escrevem a 4 mãos um livro sobre o medo, ou, melhor dizendo, sobre como vencer o medo, social e individual.

Como reconstruir uma sociedade participativa sem que o coletivo esmague o individuo, como ser livre sem ser individualista. Do nosso bairro à história do país, das nossas relações afetivas ao que queremos para o futuro.

Um livro que se lê sem parar, como uma longa conversa entre dois espíritos inconformados, dois sonhadores realistas que acreditam no futuro de Portugal.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Do Medo à Esperança
ISBN:9789722532051
Edição/reimpressão:09-2016
Editor:Bertrand Editora
Código:000173001202
Idioma:Português
Dimensões:150 x 235 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:184
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Psicologia

sobre os autores

Raquel Varela é historiadora e investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena o Grupo de Estudos do Trabalho e dos Conflitos Sociais e investigadora do Instituto Internacional de História Social, Amesterdão. É coordenadora do projeto História das Relações Laborais no Mundo Lusófono. É doutora em História Política e Institucional (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa). É Presidente da International Association Strikes and Social Conflicts. É vice coordenadora da Rede de Estudos do Trabalho, do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal.
Ver Mais
António Coimbra de Matos, psiquiatra, pedopsiquiatra e psicanalista português, nasceu a 20 de dezembro de 1929, numa aldeia perto de Peso da Régua, chamada Galafura. A sua infância vivida nesta aldeia, em terras do Douro, vai ter um papel preponderante no crescimento e desenvolvimento do seu carácter. Contudo, será na cidade do Porto, para onde se muda, com dez anos, para poder estudar com melhores condições, que começa a criar novas ambições e desejos e onde se vislumbra já uma carreira brilhante. O Porto será muito importante enquanto cidade que abre novas perspetivas, novas ambições e desejos. É aí que se forma em Medicina e vai alimentando a sua busca pela cultura e pelos projetos científicos.

Especializa-se em psiquiatria, em 1959, e mais uma vez muda de cidade para poder desenvolver as suas perspetivas e carreira profissional. Desta vez escolhe Lisboa, cidade em que a sua carreira, tanto hospitalar como psicanalítica e académica, vão ter um maior desenvolvimento.

Após a saída do Dr. João dos Santos, por reforma, da direção do Centro de Saúde Mental Infantil e Juvenil de Lisboa, do qual foi fundador, Coimbra de Matos ocupa a sua direção e durante vinte anos vai promover um desenvolvimento primordial deste departamento hospitalar. Por motivos de reestruturações do Ministério da Saúde, no âmbito da saúde mental, este centro teria de passar a funcionar agregado a um hospital principal e, em 1992, foi encerrado e transferido para o entretanto criado Departamento de Pedopsiquiatria do Hospital D. Estefânia. Ali, Coimbra de Matos continuou a desenvolver o seu trabalho hospitalar até à sua reforma.

Analista didata na Sociedade Portuguesa de Psicanálise e presidente da comissão de ensino, destaca-se não só pelo apreço ao ensino e formação de novos psicanalistas, mas também por uma participação entusiasta no trabalho científico levado a cabo pela referida Sociedade.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK