O Azul dos Teus Olhos

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
Formatos disponíveis
16,60€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
16,60€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Envio até 5 dias úteis
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Quando o marido de Laurie é assassinado, o pequeno Timmy, de três anos, é o único a ver o rosto do assassino do seu pai. Passados cinco anos, aqueles olhos azuis penetrantes ainda o perseguem nos seus sonhos. Laurie é perseguida por mais do que isso: a ameaça que o assassino fez ao seu filho quando o menino fugiu: «Diz à tua mãe que a seguir é ela é a próxima, e depois és tu…»
Agora Laurie tem de enfrentar novamente um homicídio, desta feita na qualidade de produtora de um programa televisivo sobre crimes reais. A série vai abrir com o caso de Betsy Powell, por resolver há vinte e um anos. Betsy, uma socialite, foi encontrada asfixiada na sua cama na sequência da festa de finalista da sua filha e três colegas. O caso tinha sido notícia por todo o país.
Laurie reabre agora o caso com a cooperação dos convidados presentes nessa noite. Mas quando os colegas começam as filmagens, torna-se evidente que cada um deles tem os seus segredos… pequenos e grandes.
E há também um par de olhos azuis a observar o desenrolar dos acontecimentos…
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Os fãs vão roer as unhas até ao sabugo.»
Kirkus Reviews

«Reviravoltas inesperadas, personagens interessantes e uma narrativa pungente. Mary Higgins Clark produz, mais uma vez, magia literária.»
Tucson Citizen

«Intenso…a trama desenrola-se no sentido de um final surpreendente.»
Publishers Weekly

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

O azul dos teus olhos
Susana Cassiano - Bertrand RioSul Shopping | 2019-03-13
A autora dá-nos a conhecer dois crimes em simultâneo, sendo por isso o leitor surpreendido com desenvolvimentos e surpresas constantes, ficando a conhecer os segredos e motivações das personagens que nos levam a um final, que embora não seja muito surpreendente, ainda assim é inesperado.
Olhar sobre o ombro
Ana Santos - Aveiro | 2019-03-07
Este é o primeiro livro da série "Sob suspeita", nome do programa criado pela personagem Laurie onde faz a reportagem sobre crimes reais por resolver. Ela cria este programa porque o homicídio do seu marido também nunca foi resolvido. A única pista dada pelo seu filho que presenciou, na altura com três anos, foi que o homem tinha olhos azuis intensos e prometeu matá-los aos dois. Será que o pai de Laurie, policia reformado desde a morte do genro para poder proteger a sua família, descobrirá finalmente o homicida ou não fará o suficiente para os salvar? Adoro os livros desta autora porque não são monótonos, a acção desenrola rápido.

DETALHES DO PRODUTO

O Azul dos Teus Olhos
ISBN: 9789722529259
Edição/reimpressão: 05-2015
Editor: Bertrand Editora
Código: 000173000944
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 234 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 304
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
Mary Higgins Clark (Bronx, 24 de dezembro de 1927 — Naples, 31 de janeiro de 2020), ou a «Rainha do Suspense», como ficaria conhecida, escreveu quarenta romances, quatro coletâneas de contos, um romance histórico, um livro de memórias e dois livros infantis. A quatro mãos com a autora bestseller Alafair Burke, escreveu a série «Sob Suspeita», com títulos como O Assassínio de Cinderela, Toda Vestida de Branco, A Bela Adormecida Assassina, Até ao Último Suspiro ou Eu não Sou Tua, todos publicados pela Bertrand Editora. Em parceria com a sua filha Carol Higgins Clark, é coautora de mais cinco thrillers plenos de suspense. Com um êxito planetário, os seus livros venderam – e apenas nos Estados Unidos – mais de cem milhões de exemplares. Mary Higgins Clark, que durante mais de quatro décadas dominou as listas de bestsellers mundiais, com legiões de fãs que continuam a devorar os seus thrillers de uma penada, criou histórias que, nas suas palavras ao New York Times, fariam o leitor pensar: «Isto podia ter-me acontecido. Podia ser a minha filha. Podíamos ser nós.»
Ver Mais