2022-10-11

Um novo enquadramento da história mundial, com África no centro das atenções

«Origem: África», de Howard W. French

Partilhar:

Que tipo de relato leríamos se tivéssemos África e os africanos como foco da nossa pesquisa e investigação? É precisamente isto que faz Howard W. French em Origem: África, uma história detalhada de seis séculos de desenvolvimento mundial, demonstrando como a ascensão económica da Europa, o seu desenvolvimento político e a concretização dos ideais do Iluminismo se construíram à custa da desumanização e da exploração do «continente negro» – numa busca incessante por ouro e mão de obra escravizada.

 

«Origem: África é, em parte, um relato de disputas europeias esquecidas pelo controlo da riqueza africana que construíram o mundo moderno. Espanha e Portugal travaram ferozes batalhas navais na África Ocidental pelo acesso ao ouro. A Holanda e Portugal, então unificado com Espanha, travaram quase uma guerra mundial no século XVII, com o controlo do comércio das mais ricas fontes de escravos em África, hoje Congo e Angola, alternando entre eles. Do outro lado do Atlântico, o Brasil, principal produtor de açúcar cultivado por escravos no início do século XVII, foi apanhado nesta mesma contenda, tendo mudado repetidamente de mãos. Mais tarde nesse século, Inglaterra lutou contra Espanha pelo controlo das Caraíbas. Porque é que potências longínquas lutaram tão ferozmente por tais coisas?»

 

Um livro que reconta a história da expansão marítima, colocando o continente africano e os seus povos no centro das atenções, nas livrarias nacionais a partir de 13 de outubro.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK