Chegada a Hora

Chegada a Hora

Separados pelo destino, unidos pela família
ISBN:9789722534499
Edição/reimpressão:10-2017
Editor:Bertrand Editora
Código:000173001427
ver detalhes do produto
17,70€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,70€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Chegada a Hora é o penúltimo livro das Crónicas dos Clifton e, à semelhança dos anteriores, todos eles nº 1 do top britânico, mostra o extraordinário talento de Jeffrey Archer como contador de histórias. O bilhete de suicídio com que abre este livro tem consequências arrasadoras para Harry e Emma Clifton, assim como para Giles Barrington e Lady Virginia. Giles tem de decidir se vai desistir da política para tentar salvar Karin, a mulher que ama, do outro lado da Cortina de Ferro. Mas será que Karin o ama de facto ou será uma espia? Lady Virginia está arruinada e só encontra uma solução para os seus problemas financeiros quando conhece Cyrus T. Grant III, um americano que está em Inglaterra para ver o seu cavalo correr no Royal Ascot. Sebastian Clifton é agora CEO do Farthings Bank, uma posição que absorve todo o seu tempo e energia. Até conhecer Priya, uma bela jovem Indiana que já tem noivo escolhido pelos pais. Harry Clifton continua decidido a tirar Anatoly Babakov de um gulag na Sibéria, mas eis que acontece algo inesperado, que nenhum dos dois poderia ter previsto.

«Um dos maiores contadores de histórias do mundo.» Los Angeles Times

«Uma saga de leitura compulsiva, capaz de fazer parar o coração.» Publishers Weekly

«Não há melhor contador de histórias vivo.» Larry King

«Um contador de histórias da estirpe de Alexandre Dumas… um talento inultrapassável.» Washington Post
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Chegada a Hora
ISBN:9789722534499
Edição/reimpressão:10-2017
Editor:Bertrand Editora
Código:000173001427
Idioma:Português
Dimensões:148 x 233 x 30 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:448
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Escritor e político inglês, Jeffrey Archer nasceu em 1940, em Weston-super-Mare. Frequentou a escola de Wellington, em Somerset, onde os seus feitos atléticos despertaram a atenção dos seus professores, que o conseguiram inscrever na equipa olímpica britânica como corredor de cem metros.
Em 1963 ingressou no Brasenose College da Universidade de Oxford, de onde recebeu um diploma em Educação Física em 1966. Aí conheceu também Mary Weedon, que se viria a tornar, não só professora catedrática de Química, como sua esposa.
Em 1968 Archer fundou uma empresa de relações públicas, que lhe trouxe uma pequena fortuna. No ano seguinte foi eleito membro do Parlamento pelo Partido Conservador, o que o tornou no mais jovem deputado da história daquela instituição.
Em 1974 foi à falência, depois de ter investido uma soma considerável numa empresa canadiana fraudulenta. Com dívidas monumentais, viu-se forçado a abandonar o Parlamento, alugou um quarto em Oxford e começou a escrever um romance baseado nas suas experiências pessoais.
Assim, dois anos depois publicou Not A Penny More, Not A Penny Less (1976), que se tornou um sucesso de vendas imediato nos Estados Unidos da América, e estabeleceu o seu autor como um romancista promissor.
Ao fim de pouco mais de uma dezena de romances publicados, Jeffrey Archer recuperou a sua fortuna, pelo que decidiu retornar à política. Em 1985 foi nomeado vice-presidente do Partido Conservador pela então primeira-ministra Margaret Thatcher mas, no ano seguinte, a sua imagem pessoal foi abalada por um escândalo sexual, que conseguiu no entanto ultrapassar, processando em tribunal o periódico que o acusara.
Em 1992 foi investido Lorde no âmbito das comemorações do aniversário da Rainha de Inglaterra, passando a ocupar um lugar na Câmara dos Lordes do Parlamento britânico. Não obstante, em 1994 foi de novo o centro de atenções num escândalo que o envolvia nas transacções obscuras de uma cadeia de televisão.
Em 1999 decidiu candidatar-se à presidência da Câmara de Londres mas, depois de ter investido cerca de um milhão de libras dos seus fundos pessoais, foi obrigado a abandonar a corrida, quando se descobriu que havia cometido perjúrio no julgamento de 1986, e expulso do partido.
Foi condenado a uma pena de dois anos de prisão numa cadeia de segurança mínima em Outubro de 2001.
Publicou, entre outras obras, Kane And Abel (1980), The Prodigal Daughter (1982), A Matter Of Honour (1986), Honour Among Thieves (1993) e To Cut A Long Story Short (2000).

Jeffrey Archer. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2008.

Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK