Geografia Sentimental

Geografia Sentimental

História, Paisagem, Folclore

ISBN: 9789722518277
Edição/reimpressão: 11-2008
Editor: Bertrand Editora
Código: 017300000817
ver detalhes do produto
7,00€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
7,00€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Esgotado ou não disponível.
I PORTES GRÁTIS

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«O autor desdobra diante dos seus leitores um pedaço do mapa de um dos mais curiosos recantos de Portugal (…) Aquilino conduz, dominando pela sua palavra, todo aquele que o leia (…) um largo friso de apontamentos que ajudam a a dar mais relevo a essa região que fica, assim, na memória do leitor, conhecendo-a, mesmo que nunca a tivesse visitado»
in República, 08/06/1951

«É dos melhores, mais sólidos, mas ricos, mais curiosos trabalhos de Aquilino Ribeiro.»
in O Século, 03/05/1951

DETALHES DO PRODUTO

Geografia Sentimental
ISBN: 9789722518277
Edição/reimpressão: 11-2008
Editor: Bertrand Editora
Código: 017300000817
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 232 x 45 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 256
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance
Aquilino Ribeiro nasceu na Beira Alta, concelho de Sernancelhe, no ano de 1885, e morreu em Lisboa em 1963.
Deixou uma vasta obra, na qual que cultivou todos os géneros literários, partilhando com Fernando Pessoa, no dizer de Óscar Lopes, o primado das Letras portuguesas do século XX. Foi sócio de número da Academia das Ciências e, após o 25 de Abril, reintegrado, a título póstumo, na Biblioteca Nacional, condecorado com a Ordem da Liberdade e homenageado, aquando do seu centenário, pelo Ministério da Cultura.
Em setembro de 2007, por votação unânime da Assembleia da República, o seu corpo foi depositado no Panteão Nacional.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK