Lápides Partidas

Formatos disponíveis
17,70€ I
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
17,70€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Em stock - Envio 24H
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Lápides Partidas continua A Via Sinuosa. Libório Barradas, ainda preso às recordações tão profundamente sentidas de Santa Maria das Águias, deixa o enquadramento serrano da sua juventude e vem encontrar na Lisboa do tempo o ambiente pré-revolucionário que dois anos depois iria provocar o derrubamento da monarquia. Foi um período caldeado de idealismos e esperanças, que culminaria com a proclamação da República. Este livro guarda um sabor autobiográfico: o testemunho de Libório Barradas é o do próprio Aquilino — personagem ativa de muitos dos acontecimentos políticos ocorridos nos fins do reinado de D. Carlos e nos primeiros dias do de D. Manuel — que vem impregnar de um tom efetivamente vívido os episódios em que se embrenha a figura principal do livro.

«Nele [1909] se faz o elogio rasgado do jovem Aquilino, tido como exemplo de homem de acção, por entre notas biográficas curiosas, concluindo: «Como escritor é um belo contista, original e burilador, e como revolucionário um admirável exemplo.»»
Do prefácio de António Ventura
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Lápides Partidas
ISBN: 9789722534765
Edição/reimpressão: 11-2017
Editor: Bertrand Editora
Código: 000173001449
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 236 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 280
Tipo de Produto: Livro
Aquilino Ribeiro nasceu na Beira Alta, concelho de Sernancelhe, no ano de 1885, e morreu em Lisboa em 1963.
Deixou uma vasta obra, na qual que cultivou todos os géneros literários, partilhando com Fernando Pessoa, no dizer de Óscar Lopes, o primado das Letras portuguesas do século XX. Foi sócio de número da Academia das Ciências e, após o 25 de Abril, reintegrado, a título póstumo, na Biblioteca Nacional, condecorado com a Ordem da Liberdade e homenageado, aquando do seu centenário, pelo Ministério da Cultura.
Em setembro de 2007, por votação unânime da Assembleia da República, o seu corpo foi depositado no Panteão Nacional.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK