Mossad

Edição revista, atualizada e aumentada com os mais recentes desenvolvimentos e missões do Kidon.
Formatos disponíveis
22,20€ I
-10%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
22,20€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO EM CARTÃO
I Envio até 5 dias úteis
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Desde a criação da Mossad, em março de 1951, que os seus agentes se dedicam a procurar os inimigos do Estado de Israel nos locais mais recônditos do planeta. A primeira operação «politicamente autorizada» por um chefe de governo - à unidade de Nokmin (Vingadores) - aconteceria em maio de 1960, quando Ben-Gurion permitiu a Isser Harel o rapto e posterior transporte para Israel de Adolf Eichmann, um dos maiores responsáveis pela Solução Final nazi, à data a viver em Buenos Aires sob uma identidade falsa. Eichmann seria condenado à forca em 1962.

O êxito dessa operação levou à criação do temível Kidon (Baioneta), a subunidade de assassinos da Metsada, o departamento de operações especiais da Mossad. O Kidon e os seus membros, tornaram-se a ponta da lança das operações de vingança que Israel levaria a cabo contra os seus inimigos. Este livro identifica todos os agentes do Kidon que, em nome de Israel e com a autorização do primeiro-ministro, executaram, desde 1960 e tão recentemente quanto 2020, criminosos de guerra nazis, terroristas palestinianos e alemães, cientistas dedicados à energia atómica no Iraque e no Irão, líderes da OLP e do Hamas, engenheiros especialistas em armamento, traficantes de armas e, inclusivamente, um magnata da imprensa. Os kidon da Mossad têm vindo a aniquilar com precisão seletiva aqueles que se avolumam como um perigo, real ou potencial, para o Estado de Israel.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Mossad
ISBN: 9789722541138
Edição/reimpressão: 03-2021
Editor: Bertrand Editora
Código: 000173002082
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 232 x 32 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 528
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Livros > História > História em Geral
Eric Frattini foi correspondente para o Médio Oriente e residiu em Beirute (Líbano), Nicósia (Chipre) e Jerusalém (Israel). É autor de 25 livros, traduzidos em 16 idiomas e publicado em 42 países. O seu livro Os Espiões do Papa foi incluído na biblioteca de estudos sobre serviços secretos da CIA, em Langley. Em 2013 recebeu o Prémio Nacional de Investigação Jornalística da revista italiana Terra Incognita pela sua investigação do caso Vatileaks, que serviu de base ao livro Os Abutres do Vaticano, e em julho do mesmo ano foi distinguido com o Prémio Anual Strillaerischia (Itália) para o Melhor Enviado Especial pelo seu trabalho no Afeganistão. Foi produtor de documentários para o Discovery Channel e o National Geographic.
Ver Mais

QUEM COMPROU TAMBÉM COMPROU

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK