2022-04-22

Um romance profundamente comovente em torno do tema da extrema-direita e do choque de gerações.

«Quando a Noite Cai», de Laurent Petitmangin, foi distinguido com o Prémio Femina dos Estudantes. Autor estará em Lisboa a 6 de maio, no Festival 5L.

Partilhar:

Quando a Noite Cai, de Laurent Petitmangin, vencedor, entre outros, do Prémio Femina dos Estudantes, é um romance profundamente comovente que se debruça sobre uma questão fundamental dos nossos dias: a ascensão da extrema-direita e a implantação da sua semente em meios, sociais ou íntimos, onde tal não seria expectável.

Num primeiro romance deslumbrante, Laurent Petitmangin desfia com infinita sensibilidade e delicadeza a linha dos destinos de dois jovens. Num mundo que ressoa por vezes de tanto ódio e tanta incompreensão, como abraçar um filho que guarda dentro de si estes sentimentos?

O romance é narrado sob a perspetiva de um pai que, desde que a sua mulher morreu de cancro, está a criar sozinho os seus dois filhos da melhor forma que pode. O leitor acompanha a evolução destas relações, com especial enfoque na história conflituosa com o seu filho mais velho, seduzido por ideias de extrema-direita e as consequências que daí advêm.

O livro chega às livrarias a 5 de maio, coincidindo com a vinda do autor a Portugal para participar no Festival 5L, numa sessão no Teatro São Carlos, a 6 de maio, às 21h00, para uma conversa moderada por João Paulo Sacadura dedicada ao tema: «História de uma família.»

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK